DEIXE O SEU NÚMERO COM DDD, NÓS LIGAMOS PARA VOCÊ!

O Score é um sistema que calcula a probabilidade de você não pagar uma dívida no futuro.

E a ferramenta utilizada em mais de 100 países, é o resultado de um cálculo estatístico que tem por finalidade ajudar os consumidores e as empresas a realizarem negócios a crédito, com menor custo, maior agilidade e segurança.

O grande problema é que o score lida friamente com os cidadãos brasileiros. Mesmo negativados um dia, todos nós merecemos uma segunda chance e por causa do score não conseguimos.

O SCORE utiliza informações passadas sobre você. Isso mesmo, se você teve um cheque devolvido, ficou na lista de devedores dos órgãos de proteção ao crédito, teve títulos protestados ou qualquer outro tipo de negativação, isso fica arquivado lá no sistema dos órgãos de proteção ao crédito e é usado na hora do cálculo.

E olha o mais absurdo: Se você mudou-se e não atualizou o endereço no banco de dados dos órgãos de proteção ao crédito, seu score vai diminuir.

Se você não entende sobre esses números, o score começa em 0 e vai a 1000. Quanto maior, melhor. Ideal ficar na Media de 500 a 1000.

Praticamente todas as empresas que possuem uma relação de risco com consumidores podem usar um score de crédito e seu uso está amplamente difundido no Brasil. Certamente os principais usuários são bancos e instituições financeiras, mas outros tipos de empresas que enfrentam o risco de inadimplência de consumidores também usam o score de crédito. Inclui-se aqui cadeias de lojas, empresas de telefonia, de TV a cabo e até de água e luz.

Segue a seguir algumas recomendações:

  • Pague suas contas em dia, se atrasar não deixe em uma situação que seu nome vá para a lista de devedores dos órgãos de proteção ao crédito, pois isto levará a baixos valores de seu score por alguns anos. Pagar contas adiantado não influencia em nada, não pode é atrasar.
  • Evite ficar estourado nos limites de cartões ou cheque especial ou ficar muito próximo destes limites. Para cheque especial o melhor é nem usar.
  • Evite ficar com compromissos de empréstimos cujas parcelas somadas sejam mais que 30% que sua renda (não considere na conta financiamento imobiliário).
  • Evite buscar crédito em várias instituições em um curto prazo. Isto terá reflexo nas consultas a lista dos órgãos de proteção ao crédito que poderão afetar seu score.